Turma de Pedagogia do Campus Castanhal movimenta festa do dia das crianças de uma creche municipal

linguagens   interna03Com a proposta pedagógica das Múltiplas Linguagens na Educação Infantil, 27 alunos do terceiro semestre da Faculdade de Pedagogia do Campus Castanhal transformaram a festinha do dia das crianças da Creche Municipal Maria Ruth da Chagas Cravo, no Conjunto Rouxinol, em Castanhal, em uma verdadeira experiência sensorial. Uma viagem por cores, movimentos, sons, sensações e, principalmente, pela diversão, experimentados nas atividades de Linguagem Audiovisual, Contação de Histórias, Linguagem Literária, Brincadeiras, Corpo e Música e Linguagem dos Jogos.

Para a professora da Faculdade de Pedagogia, Luizete Cordovil, que coordenou a atividade, a ideia é levar a reflexão sobre alternativas para o ensino infantil. “Essa foi uma forma de fazer com que os alunos do curso experimentem, na prática, o que é construir um currículo que, de fato, oportunize às crianças vivenciar sua infância [...] As Múltiplas Linguagens têm a intenção de convencer o educador que só é possível pensar na qualidade da educação da criança, num diálogo com a linguagem, com o imaginário infantil, com a ludicidade, a criatividade, o prazer da brincadeira. Respeitar a criança na sua integralidade e na forma que ela tem de expressar sua visão de mundo”.

Expressão que o pequeno Paulo Vitor, de 5 anos, demonstra cantando, pintado e desenhando e que se resume numa frase: “ Eu gosto da escola!”

linguagens   interna01Um gostar essencial, que favorece o desenvolvimento da criança. A estudante de Pedagogia, Riceli Natividade, pôde perceber isso ao realizar, junto com sua turma, a atividade na Escola Maria Ruth. “Pra nós que somos estudantes, essa experiência é única, uma oportunidade de ter o contato com o mundo da criança. Eu participei da equipe que trabalhou a linguagem literária e vi como eles aprendem com as histórias”.

Para Helenilda Souza, diretora da creche, a atividade e a presença dos universitários na escola também favorecem uma troca de experiências. “A gente já vem estudando e trabalhando as múltiplas linguagens aqui na creche, mas em uma atividade como essa, a gente tanto ensina como aprende”, concluiu.

Texto e fotos: Ascom - UFPA /Castanhal

Additional information