Cursinho universitário gratuito, em Castanhal, aprova alunos no vestibular da UFPA

“Alô, alô, alô papai, alô mamãe...”. A marchinha que virou hino dos calouros paraenses é de emocionar quem já viveu a experiência de ver ou ouvir seu nome em um listão. E não foi diferente para os alunos do cursinho universitário pré-vestibular Logus, organizado por professores voluntários e que funciona no Campus da UFPA em Castanhal.

Assim que o listão da UFPA foi divulgado, na manhã do último sábado, cinco aprovados correram para o local onde as aulas do cursinho eram ministradas para comemorar com professores e colaboradores, que durante todo o ano de 2015 realizaram o trabalho de forma voluntária.

Entre os aprovados, Elicelma Mesquita, que voltou a estudar depois de ter concluído há 10 anos o ensino médio. “O cursinho me deu muito apoio. Consegui relembrar o que eu já tinha esquecido e apreender novos conteúdos”, afirmou a caloura que, além da vaga, conquistou a autoconfiança de quem enfrentou uma reprovação, mas não desistiu do sonho, mesmo vendo outros candidatos como ela ficando pelo meio do caminho. “Ano passado tentei a primeira vez, mas estava há muito tempo parada. Esse ano fiz o cursinho e consegui”.

Assim como Elicelma, quem também abraçou a oportunidade de fazer o cursinho gratuito foi o jovem Weverson Lima, de 17 anos. Cursando o ensino médio em uma escola pública no bairro do Jaderlândia em Castanhal, ele esquecia o cansaço pra enfrentar mais um turno do cursinho noturno. Esforço que garantiu a aprovação no curso de Engenharia da Computação. “O cursinho Logus é gratuito, mas a equipe é capacitada e dedicada. Era difícil vir à noite, alguns colegas desistiram, mas quando a gente tem um sonho tem que enfrentar as dificuldades. Eu enfrentei e consegui”, comemorou.

Conquista compartilhada pela equipe de voluntários do cursinho, como o professor e coordenador Davi de Souza. “Eu fico muito feliz de ver a aprovação dos alunos, principalmente porque é resultado de um esforço conjunto dos estudantes e do trabalho de várias mãos”, contou emocionado se referindo ao apoio da coordenação do Campus Castanhal e aos 29 professores voluntários e alunos de Pedagogia, que contribuíram dando aulas e apoio pedagógico aos estudantes.

Este ano, a coordenação do cursinho pretende transformá-lo em um projeto de extensão universitária. E Davi já adianta que, assim que as vagas forem abertas, os interessados vão ser informados. “Assim que abrirmos as inscrições, vamos informar pelos programas locais de rádio e  TV, pelo site da UFPA e também pelas redes sociais”, concluiu.

A previsão é que a abertura das inscrições para o cursinho ocorra ainda no mês de fevereiro de 2016.

Texto e fotos: Ascom – UFPA/Castanhal

Additional information