Campus Castanhal terá Empresa Júnior de Tecnologia

Um espaço para que os estudantes dos cursos de Engenharia da Computação e Sistemas de Informação possam exercitar o que aprendem em sala de aula, atender as demandas da Universidade e do mercado local e, ainda, estar à frente de um negócio, como idealizadores e gestores.

Essa é a proposta central da Link Jr - Empresa Júnior de Tecnologia da Universidade Federal do Pará, apresentada à coordenação do Campus Castanhal em reunião na última segunda, 23. Uma ideia que começou em sala de aula, mas que promete fazer diferença para o Campus e para o mercado da Região.

“A ideia da empresa júnior surgiu por meio do projeto de pesquisa do professor Adailton Lima, do qual eu fui aluno e também de uma outra atividade chamada fábrica de softwares, que tivemos na Faculdade”, conta o estudante Jeferson Andrade, cujo TCC está sendo elaborado a partir da constituição da empresa . Jeferson e outros estudantes da Faculdade de Computação são otimistas com o futuro da Empresa Júnior.

“Vamos estar preparados para quando nós sairmos da Faculdade, se formos montar um negócio ou trabalhar em uma empresa. Com essa experiência, já vamos ter reunido bastante conhecimento do que adquirimos com a abertura da Empresa Júnior”, afirma o estudante.

Motivação compartilhada por Ranilson da Silva Pereira, que está no último ano do curso de Sistemas de Informação, e que também faz parte da equipe gestora da Empresa Junior.

“Eu pretendo, juntamente com a Empresa Junior, criar uma start up, tendo uma possibilidade de me manter financeiramente, me agregar valores, ser um empreendedor no mercado atual.”

A apresentação do projeto da “Link Jr” à Coordenação do Campus foi feita por parte dos alunos e dos professores que estão envolvidos no projeto. Essa apresentação do projeto é uma das etapas obrigatórias para a oficialização da empresa, que mesmo ainda na fase de criação, já vem oferecendo serviços à universidade e a sociedade.

“Através de TCC’s e de algumas disciplinas dentro dos cursos, os alunos já vinham nesse processo do atendimento de demandas de desenvolvimento e construção de soluções de TI”, conta a professora Yomara Pires, da Faculdade de Computação, que também ressalta a importância da criação da empresa na formação dos alunos.

“Nós somos um curso de bacharelado, de tecnologia, onde ensinamos como se comportar no dia a dia empresarial. As atividades, através da Empresa Jr, vão colocar essa vivência mais em prática”.

Opinião compartilhada pelo coordenador da Faculdade de Computação, Bruno Lyra.

“É uma proposta onde todos saem ganhando, pois a gente consegue ofertar os serviços, os alunos conseguem aprender e é um ciclo positivo, no qual se gera conhecimento.”

O coordenador da Faculdade também cita outros benefícios gerados. “Existe a importância também para a faculdade, em nível da qualidade dos profissionais que ela vai disponibilizar pro mercado de trabalho, a qualidade no ensino e a questão da avaliação do curso pelo Ministério da Educação”.

 A previsão é de que a Link Jr comece a funcionar oficialmente ainda no primeiro trimestre de 2017. 

“A Universidade precisa tomar esse rumo. Isso significa uma mudança de formação”, afirmou o vice-coordenador do Campus Castanhal, Milton Begeres, que acompanhou a apresentação dos estudantes e considerou a iniciativa um marco na graduação e exemplo para iniciativas em outros cursos.

Texto e Fotos: Etiene Andrade – Ascom UFPA- Castanhal

Additional information